6 preocupações em segurança para 2009

Redes Sociais, crise econômica e virtualização são alguns dos temas do estudo anual realizado pela Symantec.

A Symantec divulgou uma lista com seis temas com que os usuários e empresas devem se preocupar neste ano. O estudo anual analisa as tendências da área de segurança, o surgimento de novas tecnologias, além de efeitos sazonais.

Variantes de malware
Foi identificado em ataques recentes novas famílias de malware que consistem em milhões de ameaças distintas espalhadas como um único núcleo, criando um número ilimitado de instâncias diferentes. Dados recolhidos pela Symantec também apontam que existem mais programas nocivos sendo criados do que legítimos. Para diminuir o risco em relação a este novo cenário, tecnologias de detecção de pragas por reputação são fundamentais.

Ameaças web
A medida que o número de ser viços baseados na rede aumenta, os navegadores tendem a convergir para um modelo padrão de interpretação de script. De acordo com o estudo, o número de ameaças baseadas em serviços web deve aumentar consideravelmente em 2009.

Crise econômica
Eventos sazonais são comumente utilizados para propagações de malware. A crise econômica global é um prato cheio para criminosos virtuais, o que inclui ataques de phishing, com notícias falsas (ex. falência Banco do Brasil). Além disso, há os famosos e-mails que oferecem oportunidades imperdíveis aos internautas. Atreladas à crise econômica, mensagens oferecem financiamento, empréstimos a juros muito mais baixos etc. Desempregados também devem ficar atentos a ofertas de emprego que chegam pela rede.

Redes sociais
Os problemas com os sites de relacionamento foram intensificados em 2008 e devem aumentar ainda mais este ano. As ameaças incluem phishing enviados por meio das contas de usuários, além do uso num contexto social – mensagens que estimulam o imaginário, geram desconfiança ou simples curiosidade. Recentemente, a Symantec identificou spammers em redes sociais que atacaram dois milhões de usuários de seu sistema de antivírus. É uma preocupação fundamental para empresas que convivem cada dia mais com o acesso de seus funcionários a esse tipo de ferramenta.

Spams continuam
Depois do bloqueio do McColo, provedor de serviço de web hosting, a Symantec identificou uma queda de 65% no número de spams em 24 horas. Mas não é para se animar muito não. De acordo com a empresa, em 2009 deveremos ter um aumento entre 70% e 80% no número de mensagens indesejadas. A tendência é para utilização de bots P2P, que são geralmente mais resistentes a ameaças.

Máquinas virtuais
As tecnologias de virtualização atuam como grandes aliadas à segurança, por criarem ambientes isolados e protegidos do caos de um sistema operacional convencional. A Symantec aponta a virtualização como uma boa alternativa a empresas que precisem criar ambientes seguros para transações financeiras e sistemas de missão crítica.

Fonte: Bruno Ferrari – http://info.abril.com.br/